• Você está em: 
  • Home
  • Notícias

22/02/2017 - SINDICATO LAMENTA A MORTE DO VIGILANTE DO BANCO SANTANDER

O Vigilante Antonio Maurício S. Oliveira, 54 anos, foi morto ontem durante  assalto em uma agencia do Banco Santander, na rua Haddock Lobo, Tijuca. Diretores do SINDVIG Rio estiveram na agência e depois foram à Delegacia para auxiliar os Vigilantes que estavam na agência bancária. Os Diretores Leandro Siqueira e Ronaldo Conceição foram informados que os bandidos entraram com simulacros de armas de fogo e dois Vigilantes foram rendidos, quando começou a troca de tiros atingindo Antonio Mauricio. O Sindicato lamenta a morte do Vigilante e está à disposição da família e dos Vigilantes para tudo que for necessário nesse momento tão difícil.

 


Foto jornal extra

A Diretoria do Sindvig Rio já vem alertando quanto a falência da Segurança Pública no Estado do Rio de Janeiro e o aumento da vulnerabilidade dos profissionais da segurança privada. Para piorar a situação os banqueiros e empresários da segurança privada reduzem cada vez mais o efetivo nas agências bancárias e no caso do Banco Santander chega ao absurdo de acabar com o intervalo de almoço. Esses procedimentos que fragilizam ainda mais a segurança nas agências bancárias são alvo de Procedimento no Ministério Público do Trabalho do Rio de Janeiro.

O Diretor do Sindicato dos Vigilantes, Leandro Siqueira, destacou que a atividade de vigilância privada hoje é uma das profissões mais arriscadas, sem reconhecimento e mal remunerada. Hoje quando um vigilante morre, é simplesmente substituído por outro. Os Bancos quando contratam segurança privada não enxergam a vida e o ser humano, simplesmente discutem redução de custos.

 

21/02/2017 - VIGILANTES DA VS BRASIL COBRAM SALÁRIOS NA PREFEITURA

Com faixas, cartazes e carro de som, vigilantes da VS Brasil Segurança e Vigilância que prestam serviços em postos de saúde e Hospitais do Município do Rio, cobraram os salários atrasados, 13º, ferias, tíquete refeição e problemas com INSS e FGTS, na porta da Prefeitura do Rio, na manhã de ontem (20). Estes problemas atingem quase 600 vigilantes.


Vigilantes estenderam faixas pedindo ao Prefeito Crivella "Olhai por nós! Vigilantes da VS Brasil continuam passando Fome". Esse já foi o terceiro protesto dos Vigilantes da VS Brasil.

Antonio Carlos, Presidente do Sindicato, defende a rescisão imediata do contrato da VS Brasil com a Prefeitura.

O Sindicato já esteve com o Secretário Municipal de Saúde Carlos Eduardo de Matos e com o Subsecretário Leonardo Azeredo, que nada fizeram. Na ocasião ambos disseram resolver o problema o mais rápido possível e que a empresa VS Brasil teria a obrigação de reparar os problemas sob pena de rescisão de contrato. Não foi o que aconteceu. Durante o protesto o Subsecretário informou que o pagamento sairá no dia 23/02.

VS BRASIL RENOVA CONTRATO COM MUNICÍPIO

Mesmo com todas as denúncias apresentadas pelo Sindicato ao próprio Secretário, Carlos Eduardo, e mostrando que a rescisão de contrato seria inevitável, uma vez que a empresa vem descumprindo com obrigações trabalhistas, a Secretaria Municipal de Saúde do Rio renovou o contrato com a empresa.

A pergunta que os vigilantes fizeram durante o protesto foi: Pra quem Interessa esta empresa no mercado da segurança privada?

VS BRASIL MUDA DE NOME

O Departamento da Polícia federal autorizou a VS Brasil Segurança e Vigilancia LTDA, promover alteração nos seus atos constitutivos referente a razão social que passa a ser VS BRASIL SEGURANÇA E VIGILÂNCIA EIRELI.

 

SINDICATO ENTRA NA JUSTIÇA

O Sindicato esta entrando na justiça individualmente contra a empresa a partir do momento em que os vigilantes venham ao sindicato com toda documentação para início do processo.  Essa foi a forma de reparar imediatamente a supressão de direitos. O jurídico do Sindicato funciona gratuitamente de segunda a sexta feira das 10h às 17h.

Para acionar a empresa na justiça é importante tirar o EXTRATO ANALÍTICO do FGTS em qualquer Agência da CAIXA ECONÔMICA; 12 últimos contra-cheques, CTPS, Comprovante de Residência, RG, CPF, PIS e outros documentos que tenha da empresa.

20/02/2017 - ASSEMBLÉIA DIA 23 DE FEVEREIRO. COMPAREÇA!




----------------------------------------------------------------------


16/02/2017 - MANIFESTAÇÃO DOS VIGILANTES DA VS BRASIL

MANIFESTAÇÃO DOS VIGILANTES DA VS BRASIL NA PORTA DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE, AV. AFONSO CAVALCANTI, 455 (PIRANHÃO), CIDADE NOVA, DIA 20 DE FEVEREIRO (SEGUNDA-FEIRA), ÀS 10 HORAS. VAMOS JUNTOS!

NINGUÉM SEM SALÁRIO ASSUME POSTO

VIGILANTES NÃO ESPEREM A CASA CAIR COM VOCÊS DENTRO, PROCUREM O JURÍDICO DO Sindicato dos Vigilantes do Município do Rio PARA COBRAR NA JUSTIÇA OS SEUS DIREITOS.

A VS E A PREFEITURA NÃO MERECEM O SEU ESFORÇO.

O SINDICATO DOS VIGILANTES DO RJ ESTÁ À DISPOSIÇÃO DE TODA CATEGORIA PARA DEFESA DOS DIREITOS DOS TRABALHADORES.

O DEPARTAMENTO JURÍDICO DO SINDICATO ATENDE DE SEGUNDA À SEXTA, DAS 10:00 ÀS 17:00. TODOS, ASSOCIADOS E NÃO ASSOCIADOS, PODEM UTILIZÁ-LO PARA ESCLARECIMENTOS SOBRE DIREITOS OU AÇÕES TRABALHISTAS - TUDO GRATUITO, SEM PAGAMENTO DE HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS.



Para acionar a empresa na justiça é importante tirar o EXTRATO ANALÍTICO do FGTS em qualquer Agência da CAIXA ECONÔMICA; 12 últimos contra-cheques, CTPS, Comprovante de Residência, RG, CPF, PIS e outros documentos que tenha da empresa.

Não espere o pior, procure antes o Sindicato para garantir os seus DIREITOS!

SINDICATO DOS VIGILANTES DO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO

Rua André Cavalcanti, 126. Bairro de Fátima

Tel.: (21) 3861-7050

Rua Albertina, 70. Campo Grande

Tel.: (21) 2413-1424 / www.sindvig.org.br

14/02/2017 - EMPRESA DE SERVIÇO MJC FAZ SEGURANÇA IRREGULAR NO SAMBÓDROMO

O Sindicato investigou e descobriu que a empresa de eventos e serviços MJC contratada pela LIESA para fazer a vigilância e segurança no Sambódromo, não tem certificação e habilitação para fazer a segurança e vigilância em grandes eventos.

A portaria da Policia Federal 3.233, que disciplina o setor, é bem clara quando diz que os eventos com público superior a 3 mil pessoas serão prestadas por vigilantes especialmente habilitados para grandes eventos.


Trabalhadores contratados pela MJC serviços e eventos, fazem segurança irregular no Sambódromo

O Sindicato esteve no local e verificou que trabalhadores comuns são caracterizados como profissionais de segurança e vigilância habilitados. Com rádios comunicadores, roupas escuras, fazem abordagem nos acessos com detectores de metais, transmitindo uma falsa sensação de segurança no local, que fica, no entanto vulnerável, já que não são habilitados. Um verdadeiro absurdo.

A Supervig é única empresa especializada no local que ainda assim atrasa o pagamento dos salários, férias, 13º, alimentação, FGTS e INSS dos trabalhadores. O Sindicato já esteve com diretores da RioTur que se comprometeram em acertar com a empresa a regularização dos atrasados. 

O Sindicato já vem denunciando há vários anos a contratação irregular da empresa MJC e além da Supervig tem também a empresa Viseg que apesar de estar REGULAR costuma atrasar o pagamento das diárias nos anos que prestou serviços.

10/02/2017 - NOVA RODADA DE REUNIÃO TERMINA SEM AVANÇOS

NOVA RODADA DE REUNIÃO TERMINA SEM AVANÇOS

"Ainda não houve avanços para o fechamento da CCT 2017. Muitos pontos ainda estão em discussão".

Antonio Carlos, presidente do SINDVIGRIO


Sindicalistas e empresários se reuniram na tarde de ontem para a continuação do debate que envolve a Campanha Salarial da categoria. Índices foram apresentados, porém sem muito avanço. O IBGE publicou o INPC de janeiro de 5,44% com projeção de 4,97% para fevereiro( mês de referencia para data base da categoria).

O principal debate é entorno do índice de reajuste salarial, a forma de custeio e abrangência do plano de saúde, o prêmio assiduidade de uma cesta básica por mês, piso para instrutor de vigilantes e tíquete diferenciado para a escolta armada.

Ultima proposta dos empresários: reajuste de 2% no salário, 5% no tíquete refeição, cesta básica R$ 75,00 (prêmio assiduidade), plano de saúde (50% vigilante e 50% empresa).

Nova reunião será realizada na próxima semana


 

10/02/2017 - SINDICATO ENTREGA PROVAS DAS IRREGULARIDADES DA VS BRASIL

O Sindicato dos Vigilantes do Município do RJ entregou hoje, para o Subsecretário de Saúde, Leonardo Azeredo,  provas de que a empresa VS Brasil vem cometendo diversas irregularidades, tais como atrasos no pagamento, ferias vencidas, tíquete refeição e problemas com FGTS e INSS. Esse problema atinge quase 600 vigilantes.

Leonardo Azeredo garantiu resolver o problema e informou que, segundo a empresa, o salário desse mês sairá no dia 13/02, segunda feira. 


Foto arquivo SINDVIGRIO 30/01/17 - Reunião com Subsecretário de saúde Leonardo Azeredo




08/02/2017 - REI ARTHUR PRECISA DAR EXPLICAÇÕES SOBRE AS RELAÇÕES COM CABRAL

REI ARTHUR PRECISA DAR EXPLICAÇÕES SOBRE AS RELAÇÕES COM CABRAL


Empresas de único grupo mantêm contratos bilionários com governo do RJ

H1 - https://globoplay.globo.com/v/5632930/

 

Bom dia RIO - https://globoplay.globo.com/v/5636114/




Reportagem do RJTV desta segunda-feira (6) mostra que o Grupo Prol, um dos maiores fornecedores do Governo do Estado do Rio, com contratos celebrados em diversas secretarias (entre hospitais, presídios, delegacias e o Detran, cujo contrato chega a R$ 1 bilhão) foi formado após a venda da Facility, do megaempresário Arthur Cesar Menezes Soares Filho, que ficou conhecido no governo de Sérgio Cabral como "Rei Arthur".

Alguns nomes ligados à empresa estiveram em cargos do governo e representantes vinculados ao grupo já foram usados para abrir contas para o deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB). O dono do grupo só pode ser algum laranja do próprio Arthur e cabe, portanto, a Arthur dizer para quem ele vendeu a Facility.

Os contratos e as informações ocultas levantam tantas suspeitas que a Operação Calicute já mira Arthur, cujo Rei que antecede seu nome explica com mais simplicidade sua influência sobre o governo Cabral. Os depoimentos do empresário ao Ministério Público Federal (MPF) não foram convincentes. Rei Arthur contratou, por exemplo, o escritório de advocacia da ex-primeira-dama Adriana Ancelmo, também presa da Lava Jato, e a empresa de Carlos Miranda, operador de Cabral, também preso num grande esquema de corrupção de Sérgio Cabral.

 Fonte: Jornal do Brasil


03/02/2017 - SEM ACORDO TRABALHADORES E EMPRESÁRIOS REMARCAM DISCUSSÃO

Não houve acordo entre os trabalhadores e empresários.

Nova reunião foi marcada para a próxima quinta feira dia 9/02.


Na manhã desta sexta feira, representantes do setor patronal e representantes dos trabalhadores se reuniram mais uma vez afim de discutir e fechar o acordo da campanha salarial 2017. Até agora não houve acordo em nenhum dos pontos apresentados. Os empresários apresentaram algumas projeções de índices de reajuste muito abaixo do esperado pelos trabalhadores. A próxima reunião será dia 9/02, quinta feira.

 

01/02/2017 - VIGILANTES FAZEM BARULHO NA RIOTUR

Na manhã de ontem, 31/01 trabalhadores da empresa Supervig junto com o sindicato protestaram na porta da Riotur pedindo soluções para os contastes atrasos no pagamento de vigilantes de diversos postos como também dos próprios vigilantes do prédio da Riotur.



O Sindicato marcou audiência com presidente da Riotur, Marcelo Alves para mostrar como é importante, na hora da contratação de uma empresa terceirizada, ficar atento principalmente nas empresas de segurança e vigilância.

 

Cristian Teixeira, diretor jurídico, Carlos Frederico diretor financeiro e Maurício Werner, gestor de atendimento da Riotur disseram que expedirão notificação à Supervig e marcará reunião ainda esta semana para verificar as pendências.


Os diretores do Sindicato dos Vigilantes Leandro Sirqueira e Humberto Rocha apontaram os problemas que estão afetando diretamente mais de 200 vigilantes com atraso no salário, 13º, tíquete alimentação, férias, FGTS e INSS.

Foi marcado uma reunião entre o presidente da Riotur Marcelo Alves e o Sindicato dos Vigilantes do RJ  para semana que vem dia 13 de fevereiro.

31/01/2017 - VS Brasil SECRETÁRIO DE SAÚDE DO MUNICÍPIO PROMETEU RESOLVER O PROBLEMA

SECRETÁRIO DE SAÚDE DO MUNICÍPIO PROMETEU RESOLVER O PROBLEMA

Na reunião de ontem (30/01) o secretário de saúde do município, Dr. Carlos Eduardo, disse que resolverá o problema do pagamento dos quase 600 vigilantes que trabalham na VS Brasil. Carlos Eduardo disse que vai entrar em contato com a empresa para resolver os atrasos de salários, férias e problemas com FGTS, INSS. O secretario informou que poderá rescindir o contrato com a empresa VS Brasil, caso não regularizasse todas as dividas com os trabalhadores.



O Sindicato alertou o secretário para que, na hora de contratar empresas prestadoras de serviços, fosse mais rigoroso na contratação de empresas de vigilância e segurança, pois muitas já entram no contrato sem ter a segurança de pagamento  dos trabalhadores.

Estiveram na reunião o presidente do SINDVIG-RIO, Antonio Carlos, os diretores Humberto Rocha e Leandro Sirqueira, o subsecretário Leonardo Azeredo e a coordenadora de contratos, Michele.

30/01/2017 - VIGILANTES TÊM AUDIÊNCIA HOJE COM SECRETÁRIO DE SAÚDE DO CRIVELLA

Uma comissão de trabalhadores e dirigentes sindicais do Sindicato dos Vigilantes do Rio terão hoje uma reunião com o Secretário de Saúde do Governo Crivella, Carlos Eduardo de Matos,  para resolver o problema de pelo menos 600 vigilantes que trabalham na empresa VS Brasil em hospitais do Município do Rio de Janeiro. Na reunião terão que resolver problema de pagamentos de salários, férias, FGTS, INSS e benefícios atrasados. 

Na Semana Passada o sindicato foi atendido pelo Subsecretário de Saúde, Leonardo Azeredo  que até agora nada resolveu.


No ultimo sábado, vigilantes do Hospital Municipal Jesus, em vila Isabel, levaram faixas e cartazes pedindo a prefeitura de Marcelo Crivella que olhassem pelos vigilantes. Muitos já não sabem o que fazer com a falta de pagamento.

 

30/01/2017 - MANIFESTAÇÃO SUPERVIG - RIOTUR

.

26/01/2017 - ACESSO À CONTA INATIVA DO FGTS PODE SER FEITO PELA INTERNET

Acesso à conta inativa do FGTS pode ser feito pela Internet

Trabalhadores têm canais alternativos para conseguir saldo sem precisar ir ao banco. Saques começam dia 13 de março


Rio - O início dos saques das contas inativas do FGTS tem data para começar e terminar: vai de 13 de março a 31 de julho deste ano. Mais de 18 milhões de brasileiros serão beneficiados com a medida anunciada pelo governo federal.

E para conferir se possui conta inativa, o trabalhador tem alternativas, como acessar o site da Caixa Econômica Federal (www.caixa.gov.br) ou o do FGTS (www.fgts.gov.br), baixar gratuitamente um aplicativo para celular ou tablet — disponível para iOs e Android —, ou ir à uma agência do banco.

Em todos os casos é preciso informar o número do PIS e, para quem for ao banco, documento de identificação. Pode sacar o dinheiro todo trabalhador com carteira assinada que tenha conta vinculada a um contrato de trabalho encerrado até 31 de dezembro de 2015.


A ideia era começar a liberar os recursos gradativamente em fevereiro, mas uma questão técnica, segundo informou o governo, acabou empurrando a data para o mês seguinte.

É que para permitir os saques, a Caixa Econômica Federal, que administra o fundo, precisa tomar algumas medidas, como treinar funcionários e criar um serviço telefônico para tirar dúvidas dos trabalhadores, por exemplo, e o prazo acabou ficando apertado. O calendário será divulgado na primeira semana de fevereiro, informou ontem a Caixa.

Os pagamentos devem ser feitos nos moldes do abono do PIS/Pasep, ou seja, de acordo com a data do nascimento do trabalhador. Em março, por exemplo, poderão sacar o FGTS de contas inativas as pessoas que nasceram em janeiro e fevereiro, por exemplo. E assim sucessivamente.

A medida tem como objetivo, segundo o governo, permitir que brasileiros endividados quitem débitos e evitem o pagamento de juros altos. Mas o recurso não deve ser usado somente para pagar contas em atraso.

Segundo especialistas, quem não tiver dívida pode sacar os recursos e investir em caderneta ou em outra aplicação financeira. “O rendimento das contas inativas do FGTS é o mais baixo do mercado. Não vale a pena deixar o dinheiro parado”, orienta Gilberto Braga, economista da Fundação Dom Cabral e do Ibmec. Isso ocorre porque o fundo rende apenas cerca de 3% ao ano, mais TR. A inflação no ano passado chegou a 6,29%.

A busca por informações sobre o saldo da conta inativa levou o cineasta Luiz Fernando Reis, 32 anos, morador da Barra, a uma agência da Caixa. Ele tentou verificar o saldo pela internet, mas não conseguiu e teve que recorrer ao banco. “Não consegui acessar online por divergência de numeração. Aparentemente tenho dois números de registro”, diz.

Após esperar por mais de 1h30 na fila da agência, em Copacabana, ele não conseguiu saber o saldo da conta inativa. Luiz Fernando teve seus dados atualizados e foi orientado pelo funcionário da Caixa a entrar na página do banco para consultar seu extrato. O que contraria as orientações da própria instituição. A Caixa informou que os canais online são alternativos e que eles não substituem o atendimento presencial.

 

Como acessar

 

- Na Internet

Os trabalhadores podem conferir o extrato de contas ativas e inativas na página na internet do próprio FGTS (www.fgts.gov.br). Para isso, é preciso ter cadastrada uma senha eletrônica, que pode ser criada na página da Caixa Econômica Federal (www.caixa.gov.br) ou em uma agência do banco.

 

- Na agência

Quem quiser pode consultar seu saldo e também solicitar uma senha para acesso online em uma agência da Caixa. Neste caso, é preciso levar um documento de identificação (carteira de identidade, de habilitação, de trabalho ou certidão civil) e o número de inscrição PIS/Pasep/NIT.

 

- No celular

Há aplicativos do FGTS disponíveis para os sistemas Android e iOS que podem ser baixados gratuitamente pelo usuário. Além de ser possível acessar o site via smartphone, o contribuinte pode optar por receber mensagens no celular com informações da conta do FGTS, inclusive rendimentos e depósitos.

 

- Por e-mail

Os trabalhadores podem também optar por receber o extrato do FGTS por e-mail. Para isso basta se dirigir a uma agência, ou se tiver cadastro online pode fazer pelo site, e informar a preferência.

 

  Fonte: Martha Imenes - O Dia


Exibindo 1 a 14 de 919 1 2 3 4 5 »